Translate

Quem sou eu

Arquivo do blog

Total de visualizações de página

Seguidores

domingo, 19 de junho de 2011


Robusta  árvore à beira da estrada, observando os viajantes anônimos, na pressa contemporânea, na imediatez das emoções, pois a correria exige de nós imediatez no sentir, no pensar, no agir e nos silêncios providentes. A árvore observa e sente o vento, às vezes forte, às vezes brisa, tocando-lhe as folhas, enquanto nós corremos. Onde queremos chegar?  Bela e forte continua a árvore, que muito ainda terá a observar. A vida passa e nós também passaremos, em frutos, em folhas, em árvores!

Um comentário:

Deixe seu comentário, sugestão, dicas, blog se alimenta de comentários..rsrs
Se não encontrar a opção de postagem escolha Anônimo e deixe seu nome no comentário!!!
Mas lembre-se, recados ofensivos não serão admitidos!!