Translate

Quem sou eu

Arquivo do blog

Total de visualizações de página

Seguidores

sexta-feira, 15 de junho de 2012

Clamor!


Braços erguidos na voz silenciada
 suplicam misericórdia nas dores incuráveis
 diante dos terrores da noite ; 
venha o amparo na solidão iminente
que emana nos poros excluídos no sal
 do suor na pele sob o sol,
 no sangue amarelo derramado das veias
 desfalecidas na fio das navalhas,
 na fé que se foi diante da guerra,
 na coragem escondida no canto da sala,
nas lutas perdidas em meio às batalhas,
 na desistência da vida  à beira da estrada
 que cega o olhar do olho ferido;
erga os mortais prostrados na argila cinzenta
 na ilusão da cura no tempo que passa,
na tristeza cinza do abandono calculado,
 na submissão ao tempo criado na crueldade humana,
 na desumanidade do homem contra o homem,
na palavra que destrói a esperança;
 derrama compreensão nas almas perdidas
 na estupidez das glórias em vitórias infrutíferas;
ilumina o caminho refeito no manto das trevas,
na miserável ambição de um mundo a se perder;
 resgata os aflitos perdidos na dor
 e abra as janelas da vida dos que estão a sofrer... 
Um único fio de luz pode iluminar uma vida inteira
mas a falta de amor pode apagar um mundo todo!

krika 15/06/2012

Um comentário:

Deixe seu comentário, sugestão, dicas, blog se alimenta de comentários..rsrs
Se não encontrar a opção de postagem escolha Anônimo e deixe seu nome no comentário!!!
Mas lembre-se, recados ofensivos não serão admitidos!!