Translate

Quem sou eu

Arquivo do blog

Total de visualizações de página

Seguidores

terça-feira, 8 de abril de 2014

Pretéritos e infinitivos















Rasguei minhas entranhas feridas pelo mal que há em mim, no corpo em chamas, feito o sol que rasga cada manhã, mandando embora a madrugada, por onde caminharam sombrias silhuetas, antes que o dia pudesse chegar.
 Inundei minha alma com as águas da ilusão, na diferença de um dia após o outro, lavando as dores nas lágrimas que não fui capaz de derramar.
 Esperei o sereno partir, derretido na flor de um dia que demorava a chegar e repousei sobre a vida indigna de um ser que não tem  onde estar.
Acumulei erros ao longo do tempo que fizeram o tempo passar devagar.
A cruel passagem das horas... e o tempo  passa a ser contado, medido, explorado ou esquecido num minuto qualquer. (O tempo bem que podia parar no melhor tempo de nós!)
Apaguei as memórias perdidas em um dia que não vai voltar.
E tudo (ou o tempo) passou
e já não posso ficar!

krika 30/09/2011

revisitado em 08/04/2014

Um comentário:

Deixe seu comentário, sugestão, dicas, blog se alimenta de comentários..rsrs
Se não encontrar a opção de postagem escolha Anônimo e deixe seu nome no comentário!!!
Mas lembre-se, recados ofensivos não serão admitidos!!