Translate

Quem sou eu

Arquivo do blog

Total de visualizações de página

Seguidores

quarta-feira, 19 de outubro de 2011


Impermanência

Todas as vezes que eu quis partir
 meus pés grudavam no chão,
chão de terra roxa,
terra fértil,
terra escura,
 terra macia,
 onde a relva nasce
 descomprometida,
desregrada
  desmedida,
sobe morro,
desce ladeira
e preenche os quintais.
Não quero partir,
 nem quero ficar.
Na verdade
eu quero
 fazer parte
na partida
e na volta,
na verdade
eu quero
permanecer!

krika 19/10/2011

Um comentário:

  1. foto by krika - ponte sobre a represa de Guarapiranga - próximo à cidade de Franco da Rocha/SP

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, sugestão, dicas, blog se alimenta de comentários..rsrs
Se não encontrar a opção de postagem escolha Anônimo e deixe seu nome no comentário!!!
Mas lembre-se, recados ofensivos não serão admitidos!!