segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Videre

Saudade de ti! Onde estás que não respondes?

Queria  poder dizer o quanto amava sua presença,
seu riso desprovido de reservas ou convenções,
sua aura iluminada que contagiava os dias,
sua força que resistia ao mundo
agressivamente preconceituoso,
 sua docilidade no caminhar por entre pedras,
sua elegante deselegância atravessando a vida,
o modo como reagia nas descabidas ações humanas,
a fala descontrolada nas bebedeiras depressivas,
as lágrimas verdadeiras pelo medo do futuro,
a fragilidade exposta no seu dorso esguio,
a beleza em sua face deformada pelas dores,
que não pude impedir.

Queria ter feito mais do que fiz e impedir sua partida...
Mas nada pude fazer e nada fiz... Então você partiu,
eu fiquei na lucidez que me rasga a alma
na dor intensa que consome meus intensos dias
e caminho na escuridão tateando paredes tortuosas
para me manter por aqui.

O horizonte marcado pelo último fio de luz, de mais
um dia sem você, é tudo  que nos aproxima e nos distancia
nesta infame vida sem ti e na estúpida saudade que não tem fim!

Cumprirei o meu destino nas promessas que não fiz!

Você não voltará!
Um dia partirei!

krika 05/12/2011

3 comentários:

  1. foto by krika - o aroma de dezembro também é saudosista...

    ResponderExcluir
  2. Oi querida, adoro te ler, muito forte. Carinhos

    ResponderExcluir
  3. Obrigada pelo carinho sempre, fadinha. bjs

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, sugestão, dicas, blog se alimenta de comentários..rsrs
Se não encontrar a opção de postagem escolha Anônimo e deixe seu nome no comentário!!!
Mas lembre-se, recados ofensivos não serão admitidos!!