domingo, 29 de maio de 2011

Cumplicidade

 O universo  inspira aos feitos para o amor, iluminando uma imensidão azulada, criando cenários indescritíveis. Uma verdadeira conspiração. Sem hora ou lugar, os amantes,  depojados de si mesmos se encontram no outro. Quanto do amor deixamos no outro e quanto do outro ainda vive em nós?... O toque suave das mãos já é uma celebração, sinalizando a magia da completude dos seres. Necessitamos amar e amamos! Pisamos a relva macia, molhada pela manhã que acontece, experimentamos a vida e nos deixamos amar. Sendo assim, ainda mais amamos. Ainda que ao final do dia, a penumbra da noite nos assuste. O amor também é noturno. A noite  incendeia o amor. Os amantes que tomados pela força atrativa dos corpos, se amam, se completam e se calam. O infinito observa e compactua com tamanha força dos sentidos aguçados. Neste instante a vida adormece, entrelaçada por pernas e braços, fundida aos  diversos cenários e alheia aos barulhos do mundo..
 Krika Gomes


Um comentário:

  1. Esta foto eu tirei na estrada a caminho da escola onde trabalhava, um cenário perfeito, revelador de todo amor de Deus...

    O nascer do sol é belíssimo...nossa eu madrugava mesmo.rsrsr

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, sugestão, dicas, blog se alimenta de comentários..rsrs
Se não encontrar a opção de postagem escolha Anônimo e deixe seu nome no comentário!!!
Mas lembre-se, recados ofensivos não serão admitidos!!